menu

Conheça 7 alimentos que podem fazer mal ao cabelo

12/11/2018 - Por: Redação JakBell

Cuidar dos cabelos nem sempre é uma tarefa fácil, principalmente se você faz uso de procedimentos químicos com bastante frequência, ou possui fios loiros ou descoloridos. Recentemente publicamos aqui uma lista com alguns alimentos que favorecem o bem estar dos cabelos, que além dos procedimentos tradicionais nos salões de beleza, também são essenciais para manter um fio bonito e saudável.

E se existe uma alimentação capaz de melhorar o aspecto do seu cabelo, já outros podem prejudicar a sua saúde dos fios. E alguns deles, a longo prazo, são tão prejudiciais quanto o uso de algum produto inadequado. Portanto, fique atenta(o) e saiba o que evitar comer para não ficar de cabelos em pé!

Veja também: Os 15 alimentos que fortalecem e ajudam o cabelo

1. Café

Café em excesso pode prejudicar as madeixas

Um café quentinho num dia frio é quase impossível de resistir, não é verdade? Mas a realidade é que, apesar do café estimular o foco e até mesmo ajudar no combate da depressão, se não for consumido de maneira moderada, também pode trazer alguns problemas para sua saúde, inclusive para o cabelo.

De acordo com alguns estudiosos, beber café em excesso pode favorecer o aumento da arritmia, problemas gastrointestinais e insônia. Além disso, um alto nível de cafeína circulando na corrente sanguínea faz aumentar os níveis de cortisol, um hormônio presente no organismo, e isso acelera de certo modo o processo de desidratação da pele e o envelhecimento da mesma.

Em outras palavras, sendo o café um vasoconstritor, contribui para diminuir o desempenho das artérias, o que favorece a má circulação do sangue. E isso acaba fazendo com o que o cabelo não receba todos os nutrientes que precisa para se manter forte e saudável.

2. Óleo vegetal

Cuidado ao consumir óleo vegetal

Outro alimento que se consumido em excesso também pode prejudicar a saúde do corpo, inclusive do cabelo, é o óleo vegetal. O óleo vegetal pode se tornar um verdadeiro veneno se você não tomar o devido cuidado. E como o couro cabeludo é a base para o bem estar do fio, com a prática de uma alimentação gordurosa e cheia de frituras, o organismo poderá receber menos ferro, contribuindo para a perda de micro e macro nutrientes.

Sem os nutrientes necessários, como já apontamos, o cabelo sofre. Sofre com o aumento da oleosidade, causando o entupimento dos poros e a queda dos fios. E com uma oleosidade em excesso a pele também irá sofrer, com o aparecimento de acnes, cravos, espinhas e diversas outras doenças. Fique atento(a)!

3. Açúcar

É bom maneirar na quantidade de açúcar

Todo mundo sabe que o açúcar é um dos maiores inimigos do corpo humano. Ele acelera os níveis de glicose na corrente sanguínea, o que prejudica a atuação das proteínas responsáveis pela manutenção da firmeza e elasticidade da pele.

Ao ingerir uma grande quantidade de alimentos açucarados como chocolates, bolos, biscoitos, doces, entre outros, o nível de açúcar no sangue aumenta e o corpo não apenas produz mais insulina, mas também faz com que os níveis de andrógenos também subam. Para quem não sabe, os andrógenos são hormônios, que em excesso, reduzem os folículos capilares, propiciando a queda de cabelo.

Terapia capilar a laser: conheça tudo sobre este procedimento

4. Alimentos com altos níveis de mercúrio

Cuidado com alimentos que tenham mercúrio

O mercúrio é um dos elementos presentes na natureza que está entre os mais perigosos para o ser humano. Mas se você pensa que está livre dele, está enganado! Por exemplo, muitos peixes possuem altos níveis do metal em seu interior e, ao serem consumidos, passam para a nossa corrente sanguínea.

Uma quantidade grande de mercúrio dentro de alguém pode ser muito perigoso para a saúde como um todo, bem como para os cabelos, tanto em homens como mulheres. Isso contribui significativamente para sua queda. Por isso, evite comer peixe todos os dias, principalmente atum, cavala e alimentos como sushi e sashimi. Ou seja, é bom maneirar nas idas frequentes ao japonês.

5. Embutidos e industrializados

Os embutidos liberam toxinas que prejudicam o cabelo

Os alimentos embutidos e industrializados, apesar de práticos, alguns até mesmo deliciosos como os refrigerantes, sucos de caixa, salsichas, salaminho, presunto etc, são completamente repletos de gordura saturada, nitratos e muito sódio. Todas essas substâncias só fazem provocar a inflamação da pele, criar retenção de líquidos e impregnar o organismo com toxinas maliciosas.

Resultado de todo esse processo é o envelhecimento precoce da pele, além, é claro, de afetar unhas e deixar as madeixas quebradiças, principalmente os cabelos mais secos. Estes são os mais afetados. Por isso, tente evitar ao máximo produtos assim, mesmo os que possuem versões light ou zero. Sempre prefira alimentos frescos e naturais, são as melhores opções para o bem do seu cabelo.

6. Excesso de vitamina A e proteína

Dietas muito restritivas podem fazer mal à saúde

Sabemos que o cabelo é composto por proteínas, e a inclusão de alimentos proteicos na sua dieta é de fato uma decisão acertada. No entanto, nada de realizar aquelas dietas malucas feitas só de proteína por longos períodos. Dietas assim precisam ser acompanhadas por um nutricionista, ele deve dizer o que você poderá ou não comer e o tempo de cada programa.

Portanto, eliminar os carboidratos e apenas consumir proteína poderá levar o seu corpo a acumular o ácido úrico, que em grande quantidade, pode ocasionar a queda de cabelo. E isso também pode acontecer com o acúmulo de vitamina A no organismo, que pode causar o ressecamento da pele com fissuras, dor de cabeça, náuseas e também afetar os fios capilares.

7. Álcool

Excesso de álcool pode resultar em fios quebradiços

De acordo com especialistas, os fios precisam de um processo contínuo de hidratação e também de nutrientes. E quando a pessoa consome uma grande quantidade de álcool, pode quebrar esse processo, deixando os fios secos e quebradiços.

As bebidas alcoólicas também podem afetar os cabelos de várias formas negativas. A longo prazo, nutrientes importantes como zinco e o ácido fólico começam a chegar com menos frequência ao couro cabeludo, mediante ao consumo exagerado de álcool. Ou seja, o fio sofrerá uma ruptura, além da queda.

Tricoscopia: o exame que ajuda a identificar a origem da queda de cabelo

Faça um diagnóstico capilar

Saber como anda a saúde do seu cabelo é o primeiro passo para entender do que ele precisa. Na JakBell, através da Tricomed, existe o exame de tricoscopia, que irá realizar uma busca minuciosa de toda a estrutura do seu cabelo, encontrando possíveis falhas e até mesmo se ele está propenso à queda. Mas se o seu cabelo já está caindo, ela irá ajudar na busca pelo tratamento mais adequado para recuperar a saúde do mesmo.

Agende a sua avaliação gratuitamente, através dos telefones (21) 2255-1084 / 2255-2529 / 99876-3086 (WhatsApp), ou se preferir, chame pelas nossas redes sociais (FacebookInstagram) ou pelo nosso site.

*As informações nutricionais presentes no texto são pautadas em estudos gerais de conhecimento sobre o universo capilar, o que não necessariamente poderá ser aplicado em todos os casos. Para que você consiga um apoio nutricional adequado para sua saúde e a do seu cabelo, consulte um nutricionista. Só ele poderá entender e indicar os procedimentos ideais para a sua melhora.