menu

Calvície Feminina

Queda de cabelo feminino. O que pode ser?

A queda de cabelo é um problema que afeta milhões de homens e mulheres em todo o mundo. No entanto, entre as mulheres, é algo que acaba se tornando um caso bastante sensível, pois afeta diretamente na autoestima da mesma.

Mas para poder realizar o tratamento para queda de cabelo mais adequado, é muito importante entender o que estaria causando isso em você, quais seriam os motivos para a sua perda de cabelo etc. Normalmente existem duas razões básicas que, geralmente, causam este tipo de problema em certas mulheres: alopecias, seborreia, dermatites, caspa, oleosidade excessiva, eflúvio telogênico etc. Na Tricomed você encontra a resposta para todos esses casos.

Alopecia Androgênica

A alopecia androgênica é a causa mais comum para a queda do cabelo feminino. Sendo que o padrão de queda normalmente é menos previsível em mulheres do que em homens neste caso. Isto ocorre devido a uma hipersensibilidade por parte dos receptores hormonais que existem no couro cabeludo, permitindo que os fios se tornem mais finos a cada dia, originando a queda capilar. É algo que atinge cerca de 5% das mulheres em todo mundo.

Eflúvio Telogênico

O eflúvio telogênico pode ser decorrente de várias causas. Dentre as mais possíveis delas estão o estresse, o uso de certos medicamentos, uma péssima dieta alimentar, traumas físicos e de cunho emocional, disfunções na tireóide, entre outras possibilidades. Geralmente o processo de queda do cabelo inicia de dois a quatro meses após o efeito desencadeante.

Alopecia Cicatricial

A perda do cabelo se dá em áreas cicatrizadas, ocorrendo a destruição dos folículos pilosos, seja por uma doença que afete os próprios folículos ou por um processo externo. Os folículos podem estar ausentes devido algum defeito de desenvolvimento ou irrecuperavelmente lesados por traumas como queimaduras de radiodermatite, infecções específicas (ex. favo, tuberculose, sífilis, tumor, líquen plano, Lupo eritematoso, pseudopelada, sarcoidose) etc

Alopecia Areata

A alopecia areata tem uma condição autoimune, comumente chamada de “pedaleira”, caracteriza-se na sua maioria pela perda de cabelo em áreas arredondadas do couro cabeludo, também podendo afetar barba, sobrancelhas, axilas, regiões genitais etc. E em casos raros pode ocorrer a perda total dos pelos do corpo, incluindo os cílios. É bastante comum entre jovens e adultos.

Alopecia Difusa

A alopecia difusa é um tipo de queda de cabelo que pode ser vista tanto em homens quanto em mulheres. A queda difusa do cabelo tende a afetar todo o couro cabeludo, ao invés de áreas específicas. Ela pode ocorrer em qualquer idade. No entanto, chega a afetar 40% das mulheres em todo o mundo. Os primeiros sintomas são um aumento do volume da queda, seguido por um perceptível afinamento do cabelo.

Tricotilomania

A tricotilomania se caracteriza como a compulsão de puxar e arrancar o próprio cabelo, ela pode atingir tanto adultos como crianças. Em mulheres adultas é mais difícil de acontecer, porém é preciso ficar alerta e dirigir-se a um especialista, assim que os sintomas começarem a aparecer.

Queda de cabelo na gravidez e no pós-parto

Não existe uma regra quanto a queda de cabelo em relação a gravidez. Algumas mulheres relatam queda no pós-parto, durante a gravidez, após a amamentação e até mesmo algum tempo depois de ganhar o bebê.

A maneira mais correta para entender o motivo da queda é realizar uma consulta com o tricologista. As questões hormonais e as mudanças corporais causadas pela gravidez e o pós-parto são muito intensas e afetam o cabelo de diversas maneiras, tanto no crescimento, quanto em sua estrutura. Não apenas as questões hormonais, mas até mesmo o estresse durante a gestação e a fase posterior, pode mexer com a estrutura capilar e o seu ciclo de vida.

Por isso, é sempre importante manter uma boa alimentação, estar com os exames em dia e utilizar produtos capilares de qualidade, para que a queda não se transforme em um problema mais sério, mas apenas uma alteração comum no ciclo de vida do cabelo. No entanto, se esta perda chegar a ser significativa, existem tratamentos acessíveis que podem minimizá-la e fortalecer a haste capilar.

Queda de cabelo na menopausa

A menopausa é geralmente um período de grande desconforto para a mulher, que chega como uma bomba diminuindo os níveis de estrogênio e causando, dentre outros distúrbios, uma desaceleração do crescimento capilar.

Tricologia, neste caso, atua trabalhando para melhorar o quadro estético, emocional e hormonal da pessoa, orientando hábitos de vida, um melhor controle hormonal e uma prevenção de outros danos causado pela menopausa.

Anemia e a perda de cabelo

A anemia é caracterizada pela falta de alimentos ricos em ferro em seu corpo, provocando a fraqueza dos fios capilares e propiciando consequentemente a sua queda. O ferro é importante para os cabelos, pois contém ferritina, uma substância que ajuda na produção de proteínas das células do cabelo. Os níveis corretos de ferritina também aumentam a fase anágena (crescente) do seu cabelo, beneficiando o seu crescimento.

Alopecia traumática e de tração

Muito comum em mulheres de cabelos negróides, devido o uso de químicas inadequadas, tranças, mega hair etc. Através da Tricologia conseguimos oferecer opções que não causem este tipo de alopecia, melhorando quem já possui a patologia e ajudando a não agravar o quadro.

Faça Uma Avaliação

Realize uma avaliação do seu caso com um de nossos especialistas da Tricomed e inicie o tratamento ideal para o seu problema capilar. Centro de Tratamento e Estética Capilar Jakbell. (21) 99876-3086 (WhatsApp).