menu

Tricotilomania: Causas, sintomas e tratamento

28/01/2018 - Por: Redação JakBell

O que é tricotilomania ?

Tricotilomania (TTM) é um distúrbio crônico mais conhecido por seus sintomas do que por seu nome. A denominação define o impulso incontrolável de arrancar fios de cabelo e pelos corporais para controlar a ansiedade e o nervosismo.

O que causa a Tricotilomania ?

Ainda não se sabe ao certo a causa da Tricotilomania. Acredita-se que a depressão ou estresse causado por algum trauma podem ser fatores desencadeadores da doença. Além disso, estudos apontam que a TTM pode ser causada por um desequilíbrio químico, problemas genéticos ou ter origem alérgica, devido a uma dieta inapropriada.

Os sintomas da TTM são silenciosos

Por falta de informação, os que sofrem deste mal encontram dificuldades em reverter o quadro. Muitos pacientes que possuem TTM não se dão conta de que estão arrancando os próprios cabelos. A mania costuma deixar enormes falhas no cabelo e ainda pode afetar negativamente a auto-estima da pessoa.

Quem sofre de TTM descreve a cabeça como um grande ímã, que atrai a mão em direção a ela. O ato de arrancar os fios de cabelo é sinônimo de prazer e sofrimento. Muitos pacientes chegam a comer os fios capilares após arrancá-los.

Tratamento e cura para a Tricotilomania

A TTM é um problema crescente ao redor do planeta. No Reino Unido, por exemplo, onde o problema atinge 1% da população, especialistas defendem que o serviço público de saúde deveria oferecer o tratamento. Como existe um prazer associado ao ato de arrancar os cabelos, o tratamento não é dos mais fáceis.

Em cerca de 80% dos casos, as pessoas têm depressão ou distúrbios de ansiedade associados. Embora não ofereça risco à vida do paciente, os danos são profundos em termos psicológicos. O resultado do tratamento varia de pessoa para pessoa. Especialistas recomendam que, ao primeiro sinal do problema, um médico seja consultado.

Um reforço e ajuda psicológica ajudam no tratamento

O acompanhamento psicológico é fundamental para que a pessoa consiga lidar com o problema, a ansiedade, o estresse e o nervosismo. O uso de medicamentos, adequados e prescritos por médicos psiquiatras, podem ajudar no tratamento da tricotilomania.

Além disso, é fundamental que o paciente tente resistir ao impulso de arrancar os cabelos. Qualquer artifício para evitar a prática é bem vinda como toucas, bonés e chapéus. Durante o tratamento, o uso de próteses capilares também podem ser de grande ajuda para melhorar a auto-estima do paciente.

O tratamento é longo e não é fácil. Mas com o apoio de familiares, amigos, profissionais da área de saúde e muita determinação, é possível ter sucesso no processo de cura.